domingo, 2 de julho de 2017

Governo do Estado decide duplicar cerca de 11 quilômetros da BR-280

30/06/2017  - Notícias do Dia

Pela primeira vez o Estado vai suplicar uma rodovia federal. Os recursos virão do caixa do Porto de São Francisco do Sul

LUIZ VERÍSSIMO

Pela primeira vez na sua história, o governo estadual vai duplicar uma rodovia federal com seus próprios recursos. O fato inédito ocorrerá em 11 quilômetros da BR-280, trecho entre o bairro Itinga (Araquari) até as proximidades da entrada de Balneário Barra do Sul. Na semana passada, o governador Raimundo Colombo já tinha decidido em construir uma terceira pista neste trecho, mas na quarta-feira (28), ao participar da reunião com empresários em Araquari, concordou em ampliar o projeto para quatro pistas, o que tecnicamente será uma duplicação.

O projeto, que custará R$ 600 mil e será licitado em breve, vai ser executado com recursos “do caixa” do Porto de São Francisco do Sul. São R$ 103 milhões que estarão liberados depois da aprovação da Assembléia Legislativa. Deste valor, R$ 30 milhões para a duplicação, R$ 4 milhões  para iluminação e outros R$ 9 milhões para melhorar área de movimentação de caminhões. “Não é balela”, diz o deputado estadual Darci de matos (PSD), líder do governo, presente na reunião em Araquari. “As obras começarão no final deste ano” garante.

Esta iniciativa do governo estadual nos 11 quilômetros na BR-280 não impedirá que União continue com o seu projeto de duplicação entre Jaraguá do Sul até o Porto de São Francisco do Sul, obra esta que vem enfrentando muitos obstáculos burocráticos e falta de recurso, como desapropriações e as demarcações de reservas indígenas em Araquari e São Francisco do Sul. Não há esperança sobre a União começar esta obra em menos de 10 anos.

O projeto de duplicação dos 11 quilômetros da BR-280 inclui três rótulas e três passarelas. Por estar às margens da rodovia, o trecho urbano de Araquari receberá ainda duas marginais para facilitar o trânsito e dar mais segurança aos motoristas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário